27 de maio de 2014

Princípios gerais e específicos do planejamento

27.5.14


De acordo com Oliveira (2010) o planejamento de forma geral (o que inclui tanto o planejamento estratégico, quanto o tático e o operacional) deve ser elaborado de tal forma que respeite alguns princípios. Estes princípios são classificados em gerais e específicos, conforme segue.


1. Princípios Gerais

i) Princípio da contribuição aos objetivos

Considera que o planejamento deve visar os objetivos máximos da organização. Além disso, os objetivos estabelecidos devem ser organizados de forma hierárquica e, na medida do possível, alcançados em sua totalidade.

ii) Princípio da precedência do planejamento

Indica que o planejamento é uma função administrativa que vem antes das demais (organização, direção e controle). Na prática torna-se difícil elencar uma sequência exata das funções administrativas, mas, de forma geral, o planejamento deverá ser elaborado no início do processo administrativo, assumindo, assim, um papel de maior importância em relação às demais funções.

iii) Princípio das maiores influência (penetração) e abrangência

Este princípio se relaciona com as mudanças que o planejamento provoca nas características e atividades da organização. O planejamento deverá levar em conta as atividades mais influentes e abrangentes, pois estas poderão provocar modificações na organização. As modificações incluem os seguintes aspectos: pessoas; tecnologias e sistemas. Quanto às pessoas, estas modificações dizem respeito às necessidades de treinamento, substituições, transferências, funções, avaliações, etc. Quanto à tecnologia podem corresponder à evolução dos conhecimentos, às novas maneiras de executar o trabalho, entre outros. Já as modificações nos sistemas estão relacionadas com as alterações nas responsabilidades estabelecidas, nos níveis de autoridade, descentralização, comunicações, procedimentos, instruções, entre outros.

iv) Princípio das maiores eficiência, eficácia e efetividade

O planejamento deve englobar buscar atingir tanto a eficiência, quanto a eficácia e a efetividade. Apesar de próximos, estes termos possuem relevantes diferenças, conforme segue:
  • Eficiência: trata de "fazer certo as coisas", salvaguardar os recursos aplicados pela empresa. É uma medida individual dos componentes da organização e está relacionada ao nível operacional. A eficiência lida com dilemas como realizar operações com menos recursos, menos tempo, menos pessoal, etc. Considera que as coisas devem ser feitas de maneira adequada, com redução dos custos e cumprimento dos deveres e responsabilidades.
  • Eficácia: trata de "fazer as coisas certas". É uma medida de rendimento global das empresas e está presente no nível tático. Se revela, entre outros, por produzir alternativas criativas, maximizar a utilização dos recursos disponíveis, obter os resultados esperados nos processos de planejamento. Resumidamente, se relaciona com aumentar os resultados da organização. 
  • Efetividade: também é uma medida do rendimento global das empresas e se consolida pela manutenção da empresa no mercado e por apresentar resultados globais positivos ao longo do tempo. Ou seja, se relaciona com a consistência nos resultados positivos. É necessário que a organização seja eficiente e eficaz para que consiga se tornar efetiva.

2. Princípios Específicos

i) Planejamento participativo

O resultado final do planejamento é o plano, mas este não deve ser, de acordo com este princípio, considerado como o principal benefício do planejamento. O benefício maior do planejamento deve ser o processo desenvolvido. Dessa forma, não basta ter um plano para seguir, é necessário que existam condições que facilitem o processo de elaboração pela própria organização.

ii) Planejamento coordenado

Este princípio está relacionado com a visão sistêmica, ou seja, nenhum aspecto da empresa pode ser planejado eficientemente de forma independente dos demais. É necessário que todos os aspectos envolvidos sejam projetados de forma que atuem interdependentemente

iii) Planejamento integrado

Os diversos níveis hierárquicos de uma organização devem ter seus planejamentos integrados. Conforme Oliveira (2010), "nas empresas voltadas para o mercado, nas quais os objetivos empresariais dominam os de seus membros, geralmente os objetivos são estabelecidos de 'cima para baixo' e os meios para alcançá-los, de 'baixo para cima', sendo este último fluxo usualmente invertido em uma empre cuja função primária é a de servir a seus membros".

iv) Planejamento permanente

Este princípio se refere à continuidade necessária no processo de planejamento. A palavra "permanente" neste caso quer dizer que a organização deve sempre estar planejando, "pois nenhum plano mantém seu valor e utilidade com o tempo" (Oliveira, 2010).


2012 - TJ-RO - CESPE. Acerca dos princípios gerais e específicos do planejamento estratégico, assinale a opção correta.

a) Maximizar os resultados e minimizar as deficiências são determinações que caracterizam o princípio da contribuição aos objetivos.

b) Segundo o princípio específico do planejamento integrado, todas as atividades envolvidas no planejamento devem ser projetadas para que sejam executadas de forma interdependente.

c) Os planejamentos elaborados pelos diversos escalões de uma empresa devem ser integrados, em concordância com o princípio do planejamento participativo.

d) Os objetivos estabelecidos pela organização devem ser, de acordo com o princípio da contribuição aos objetivos, hierarquizados e alcançados em sua totalidade.

e) Consoante o princípio de maior penetração e abrangência, o planejamento deve sempre visar, em primeiro plano, ao cumprimento de todos os objetivos da empresa.

Clique aqui e veja o gabarito
LETRA D. De acordo com o princípio da contribuição aos objetivos, os objetivos devem ser hierarquizados e o gestor deve procurar alcançá-los em sua totalidade. Estes são os termos utilizados por Oliveira (2010). Embora a alternativa D da questão diga que os objetivos devem ser alcançados em sua totalidade, esta continua sendo a melhor alternativa. Vejamos os erros das demais opções: 

a) Maximizar os resultados e minimizar as deficiências são determinações que caracterizam o princípio das maiores eficiência, eficácia e efetividade.

b) Segundo o princípio específico do planejamento coordenado, todas as atividades envolvidas no planejamento devem ser projetadas para que sejam executadas de forma interdependente. 

c) Os planejamentos elaborados pelos diversos escalões de uma empresa devem ser integrados, em concordância com o princípio específico do planejamento integrado

e) O princípio que diz que o planejamento deve sempre visar aos objetivos máximos da empresa é o princípio da contribuição aos objetivos.


Referências

OLIVEIRA, D. DE. Planejamento Estratégico. 28. ed. São Paulo: Atlas, 2010. p. 335

Escrito por

Mestre e Doutorando em Administração

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 

© 2014 AdminConcursos. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top